O Que é SEO? Um Ótimo Guia Para Iniciantes + Glossário

Tudo que você precisa saber para entender sobre SEO em 2021 + Um glossário completo dos termos técnicos explicados de maneira fácil de entender.

Quer aprender SEO de uma forma fácil e direta?

Preparamos este guia completo sobre SEO para quem quer conhecer os detalhes dessa estratégia de um jeito simples de entender e com diversos exemplos de aplicação.

O que é SEO?

SEO significa Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de busca). É um conjunto de técnicas que tem como objetivo posicionar sites, blogs e páginas da internet para alcançar as primeiras posições orgânicas nos mecanismos de busca.

O que são mecanismos de busca?

Quando você acessa a internet querendo descobrir como consertar a resistência do chuveiro que queimou, provavelmente, deve abrir seu navegador e pesquisar no Google, certo?

A sua pesquisa para encontrar os melhores artigos para resolver seu problema está sendo feita em um mecanismo de busca.

Eles são sistemas compostos por algoritmos que têm a tarefa de vasculhar a internet para encontrar todos os conteúdos que respondem a sua dúvida e exibi-los em uma ordem conforme sua relevância para a busca feita.

Os mecanismos de busca mais conhecidos atualmente são o Google, Bing, Yahoo!, Baidu e, mais recentemente, o Pinterest e o YouTube, esse já é o segundo maior buscador da internet atrás apenas do Google.

Cada mecanismo de busca tem as suas regras e critérios de rankeamento para definir qual conteúdo deve estar em primeiro lugar nas buscas.

Mas de modo geral todos eles têm o mesmo objetivo: oferecer ao usuário a melhor resposta para as suas dúvidas.

Como funcionam os motores de busca?

Toda vez que você realiza uma pesquisa em um buscador o tempo de resposta é bastante rápido, cerca de alguns milissegundos, certo?

Mas o processo até entregar esses resultados é bastante complexo e envolve três etapas.

Primeiro os buscadores fazem uma varredura completa nos conteúdos da internet.

Em seguida, as páginas são indexadas e vão para um índice do buscador, uma espécie de biblioteca de conteúdos online.

Essa biblioteca armazena informações importantes sobre cada página da web, como tempo de carregamento e as principais palavras-chave daquelas páginas.

Depois disso, quando o usuário realiza uma busca, é que os buscadores realizam o rankeamento das páginas no resultado de busca de acordo com a palavra-chave e relevância do conteúdo.

ordem de rankeamento das páginas é definida pela melhor correspondência de palavra-chaveem conjunto com uma série de outros fatores de rankeamento que compõem o algoritmo do buscador.

As técnicas de SEO são aplicadas na terceira fase do processo para garantir que as páginas sejam posicionadas entre os primeiros lugares orgânicos da pesquisa.

Quais são os fatores de rankeamento do Google?

Você deve estar se perguntando quais são os fatores de rankeamento que os buscadores analisam para definir a ordem das páginas durante uma pesquisa, não é mesmo?

Especialistas em SEO estimam que existem cerca de 400 diferentes fatores de rankeamento analisados pelo Google para determinar o posicionamento de uma página.

Quando falamos em estimativa é porque o Google não revela quais são os fatores que compõem seu algoritmo. E eles mudam com certa frequência de acordo com as atualizações dos algoritmo.

Indiretamente e fruto de muitas pesquisas podemos ter uma visão geral sobre alguns dos principais fatores de rankeamento.

Podemos dividi-los em dois grandes grupos:

  1. On page
  2. Off page

Fatores de rankeamento SEO on page

Chamamos de on page todos os fatores de rankeamento que estão presentes na própria página do seu site ou blog.

Os principais fatores conhecidos são:

  1. Conteúdo da página
  2. Título e meta description
  3. Heading tags
  4. URLs
  5. Imagens
  6. Links internos

Durante seu processo de rankeamento, o Google analisa esses e diversos outros pontos do seu site para definir a relevância do seu conteúdo e garantir a indexação correta dos conteúdos.

Vamos mergulhar um pouco mais nos principais fatores do SEO on page e como você pode trabalhar eles:

1. Conteúdo da página: escreva para o usuário

SEO não é sobre criar conteúdo para robôs e buscadores, é sobre pessoas e suas intenções e necessidades.

Por isso, as otimizações on page devem sempre focar na intenção de busca do usuário, sempre buscando oferecer conteúdos que correspondam ao que ele deseja encontrar.

O desafio de uma estratégia de SEO não é encontrar as melhores palavras-chave para sua página, mas sim entender os seus clientes, suas necessidades e dores e entregar conteúdos de qualidade que resolvam seus problemas.

Conhecer seu cliente e entender seus hábitos de consumo pode oferecer vários ensinamentos para sua estratégia de SEO.

Depois disso, pesquisar e analisar os primeiros resultados do Google para essas dúvidas também oferecerá um ótimo complemento para o seu processo de otimização.

Tamanho do conteúdo importa sim

Tamanho do conteúdo, embora não seja um fator direto de rankeamento , influencia na sua estratégia de SEO.

Artigos mais longos, geralmente, são mais completos, detalhados e cobrem mais dúvidas dos usuários.

É claro que não existem regras, e o tamanho do artigo varia muito de acordo com o objetivo do post.

Temas mais amplos e guias (como este) são mais longos, já artigos que respondem dúvidas específicas ou ensinam a resolver um problema podem ser menores e mais objetivos.

Quantidade de postagens

Quantidade e qualidade das suas postagens influencia e favorece o rankeamento.

Produzir conteúdos de qualidade com uma certa regularidade é vital para SEO.

Não adianta iniciar um blog, produzir 20 novos blog posts e depois parar a produção.

A palavra de ordem é constância. Encontre uma frequência que seja interessante para seu negócio e planeje seu calendário para produzir os conteúdos regularmente.

Escrita SEO

Partindo para a prática e colocando a mão na massa para produzir os textos, qual a receita de sucesso?

Bem, não existe uma receita infalível, mas seguir algumas boas práticas pode facilitar as coisas.

Sempre que for produzir um novo conteúdo tente escrever o melhor artigo que alguém poderá ler sobre o assunto.

Tenha como objetivo produzir um conteúdo completo (independente do número de palavras, ok?), relevante, confiável e, sobretudo, que ajude seu usuário.

Além disso, algumas técnicas de SEO podem dar mais brilho ao seu texto:

Escaneabilidade: escaneabilidade é a técnica de tornar textos mais fáceis de serem lidos através do uso de recursos visuais, como negritos, títulos e subtítulos, imagens, entre outros.

Quando produzimos um conteúdo, especialmente os mais longos ou complexos, usar os recursos de escaneabilidade podem ajudar você a tornar a leitura mais agradável e fácil.

Semântica: como você já sabe, usar palavras-chave ao longo do conteúdo é importante para o rankeamento do seu conteúdo.

Porém, com a evolução do algoritmo o Google passou a reconhecer sinônimos e termos relacionados ao tema central do post.

Por isso, quando estiver produzindo um conteúdo, não tenha receio de usar variações da palavra-chave e suas derivações.

Não precisa mais colocar sua palavra-chave em todos os pontos do texto só para garantir alguns pontos a mais de rankeamento.

2.1. Título e a relação com a palavra-chave

Tanto para o robô do buscador quanto para o usuário, o título da sua página é o primeiro ponto de observação.

Por isso, é sempre recomendado que a palavra-chave que você escolheu esteja presente no título da página e de preferência no começo da sentença.

2.2. Meta description e o discurso que pode gerar cliques

A meta descrição é o resumo do conteúdo do qual sua página vai tratar, ela aparece logo abaixo do título nos resultados de busca.

Investir em uma descrição atrativa e que gere curiosidade do usuário em clicar no seu link pode garantir cliques a mais para sua página.

3. A importância das heading tags no SEO

Um dos elementos mais importantes para o SEO dentro do texto, sem dúvidas, são as heading tags.

Elas funcionam como título e subtítulo dentro do seu artigo e ajudam, além da escaneabilidade, a melhorar o posicionamento do seu artigo.

Quanto mais vezes sua palavra-chave aparecer nos headings, melhor. Mas lembre-se de usar isso com sabedoria e não lotar cada H2 com a palavra-chave só para tentar melhorar o rankeamento.

4. A URL também importa no SEO

Um erro muito comum de quem está começando com SEO é não dar atenção para as URLs durante o processo de otimização. O problema é que as URLs também são analisadas pelos robôs do Google.

Além de ser um bom indicativo para o robô e o usuário do assunto do artigo, elas ajudam a melhorar seu rankeamento.

Por isso tente manter suas URLs curtas, utilizando a palavra-chave escolhida e de fácil entendimento.

5. SEO para imagens: você está olhando para isso?

As imagens que você utiliza nas suas páginas não podem ficar de fora das otimizações SEO, sabia?

Como o Google a̶i̶n̶d̶a̶ não lê imagens, ele analisa elas durante seu processo de indexação lendo os dados que você fornece nas imagens.

Não sabe do que estamos falando?

Otimizar o texto alternativo (tag alt), nome do arquivo, legenda e URL é necessário para que o robô saiba sobre o que se trata a imagem que você inseriu.

6. Links internos e a sua relevância para SEO

Os links internos no seu texto servem como elo entre os conteúdos do seu site. E são responsáveis por guiar a navegação do usuário durante a leitura.

Eles indicam para o usuário qual o fluxo de informações que ele deve seguir durante a leitura do seu conteúdo.

Na hora de inserir links, tente pensar sempre na experiência do usuário e busque antecipar sua próxima ação e inserir links levando até esse conteúdo.

Fatores de rankeamento SEO off page

Já os fatores de rankeamento off page são todos aqueles elementos de fora da página que mostram se ela é uma referência.

Todos os elementos off page são aqueles que conferem autoridade ao seu site diante dos usuários e de outros sites da internet, com foco principal na aquisição de backlinks.

Entre os principais elementos off page podemos destacar:

  1. Quantidade de backlinks
  2. Diversidade de backlinks
  3. Contexto dos backlinks
  4. Menções à marca
  5. Sinais sociais
  6. Buscas diretas

Esses são alguns dos pontos que o Google analisa para conferir o nível de autoridade de um site na web.

Quanto mais a página recebe visitantes de buscas diretas pelo nome da marca ou produto e quanto mais backlinks e menções de bons sites apontam para ela, mais autoridade ela deve ter no mercado e no rankeamento .

Vamos entender um pouco mais sobre a principal delas:

Link Building e sua importância para o SEO

Links são a cola que une a internet. É através dele que a sua navegação online acontece de maneira tão fácil e fluida. Por isso é tão importante conseguir bons links que apontem para o seu site.

Essa é a principal atribuição de uma estratégia de link building.

Através da construção de uma teia de links que direcionam para as páginas do seu site, você fortalece a autoridade da sua marca na internet.

Para o algoritmo do Google, quanto mais links de qualidade apontem para sua página receber, mais autoridade e relevante é a sua marca na internet.

Essa linkagem pode acontecer de diversas formas, as mais conhecidas e saudáveis são: menções a sua marca em outras páginas e guest posts em blogs de empresas parceiras.

O termo saudável citado antes se refere ao fato de que algumas práticas de link building não são recomendadas e podem ser punidas pelo Google, como compra de links, por exemplo.

Quais são os principais tipos de busca?

Agora que você já conhece o funcionamento dos mecanismos de busca, precisa entender que existem diferentes tipos de busca realizados pelos usuários. Isso será essencial para definir as ações das suas estratégias de SEO.

Vamos conhecer os principais tipos de busca:

Busca navegacional

Esse tipo de busca é aquele em que o usuário utiliza o buscador como um intermediário na sua pesquisa, uma vez que ele já sabe o site de qual empresa deseja acessar só não deseja digitar a URL ou não se lembra o endereço completo do site que deseja navegar.

Exemplo: Blog KingHost

Busca transacional

É o tipo de busca que geralmente resulta em uma venda. Nela, o usuário tem a decisão de compra tomada e só precisa decidir qual loja comprará o produto.

Exemplo: Criador de Sites

Busca informacional

Na busca informacional, o usuário busca informações sobre algum assunto, produto ou marca. Neste tipo de busca ele ainda não sabe com certeza o que deseja, e está estudando todas as opções sobre o assunto.

Exemplo: O que é SEO?

Busca local

Um tipo de busca que vem ganhando destaque nos últimos anos. Esse tipo de pesquisa adiciona um componente geográfico à pesquisa.

Um exemplo de busca local é quando o usuário busca por restaurantes, lojas, hotéis, escolas, bares, consultórios ou quaisquer outros tipos de estabelecimentos adicionando uma localização física.

Exemplo: Restaurante em Itapuã (Acarajé da Cira é o que você está procurando <3)

Como iniciar uma estratégia de SEO?

Agora você já entende o funcionamento dos mecanismos de busca e sabe como eles posicionam os conteúdos durante uma pesquisa.

O próximo passo é iniciar sua estratégia de SEO. Para isso alguns passos são necessários:

Planejamento de SEO

O primeiro e mais importante passo para uma estratégia de SEO bem sucedida é realizar o planejamento detalhado da sua estratégia.

Para isso você deve:

Definir seus objetivos de SEO

Primeiro, e mais importante de tudo, você deve definir quais são os objetivos que deseja atingir com uma estratégia de SEO.

Alguns exemplos são:

É importante que sua estratégia de SEO esteja totalmente alinhada com os objetivos da sua empresa.

Depois de definir seus objetivos, o próximo passo é estabelecer indicadores e métricas para avaliar o sucesso das ações.

Por exemplo, uma estratégia de SEO focada em gerar autoridade para sua marca, pode medir o sucesso das ações analisando as métricas de Domain Authority (Autoridade de Domínio ou DA).

Já uma estratégia de geração de leads pode analisar o sucesso através da quantidade de novos contatos, obviamente.

Definir a persona

Saber para quem vai criar suas estratégias é fundamental para os próximos passos da sua estratégia de SEO. Para isso invista um tempo analisando sua persona e conhecendo cada detalhe dela.

Saber suas preferências, dores, necessidades, sonhos e hábitos de pesquisa e consumo online vai ajudar muito a trabalhar nas otimizações SEO dos conteúdos e páginas que você criar.

Tempo vs SEO

Este tópico é bastante importante para quem está começando a se aventurar pelo SEO. Existem diversas estratégias de marketing e cada uma delas tem suas vantagens, desvantagens e particularidades.

Um dos principais questionamentos para quem está estudando sobre estratégias de SEO é sobre o tempo necessário para colher os frutos.

É importante que você tenha em mente que uma estratégia de SEO geralmente entrega resultados a médio e longo prazo.

Por isso, não espere retorno imediato, como em campanhas de mídia paga, por exemplo.

A diferença é que estratégias de SEO costumam gerar um retorno mais sustentável e duradouro ao longo do tempo.

Geralmente os resultados de SEO levam cerca de cinco a seis meses para se tornarem efetivos, mas seus efeitos perduram por muito tempo.

O que são palavras-chave?

Quando você digita no Google “estratégias de SEO” está dizendo ao buscador que deseja ver todos os resultados que melhor correspondem a esta busca.

Os termos que você digita são as palavras-chave.

Por isso palavras-chave são tão importantes em uma estratégia de SEO, pois baseada nelas que devemos realizar as otimizações em sites e blogs.

Com o passar dos anos a inteligência do algoritmos dos buscadores evoluiu e durante uma otimização você não precisa repetir exaustivamente a palavra-chave ao longo do conteúdo e pode utilizar variações dessa palavra para construir seus conteúdos.

Tipos de palavras-chave em SEO

Existem dois tipos de palavras-chaves pelas quais podemos realizar as otimizações em nossas páginas: as palavras-chave head tail e as long tail.

Vamos entender suas diferenças.

Lembrando que para uma estratégia de SEO de sucesso é importante mesclar e trabalhar com esses dois tipos de palavras-chave durante suas otimizações.

Palavras-chave Head Tail

As palavras-chave head tail são mais amplas, genéricas e costumam receber mais concorrência pelo seu rankeamento.

Geralmente esse tipo de palavra-chave está mais relacionada no início da jornada de compra do cliente, quando ele ainda não sabe o que necessita e começa a pesquisar termos mais amplos para depois ir especificando suas dúvidas.

Geralmente, as palavras-chave head tail possuem um alto volume de buscas, o que por outro lado acaba atraindo um público bastante leigo no assunto.

Além disso, pelo seu alto volume de pesquisas, esse tipo de palavra costuma ter uma concorrência muito grande pelas primeiras posições.

Alguns exemplos de palavras-chave head tail são:

  • Tênis;
  • Marketing Digital;
  • Sapato;
  • Email;
  • Advogado;
  • Geladeira.

Palavras-chave Long Tail

Já as palavras-chave long tails, ou cauda longa, são buscas mais específicas, com menor volume de buscas, mas com mais chances de gerar uma conversão.

Geralmente, após realizar uma busca ampla utilizando uma head tail, o usuário se aprofunda no assunto até pesquisar termos mais específicos.

Diferentemente das head tail, as palavras-chave de cauda longa não geram tanto tráfego quanto às head tails, por terem um volume de busca menor, mas podem ser mais fáceis de rankear e gerar mais conversões, uma vez que há menos competitividade por elas.

Alguns exemplos de palavras-chave head tail são:

  • Tênis feminino preto número 36;
  • Marketing Digital para pequenas empresas de advocacia;
  • Sapato masculino marrom número 42;
  • Email marketing para empresas de contabilidade;
  • Advogado trabalhista na região central de São Paulo;
  • Geladeira frost free 425 litros inox.

Qual a importância da pesquisa de palavras-chave?

Através de pesquisa de palavras-chave podemos identificar os termos de busca mais relevantes e de maior potencial para a sua estratégia de SEO.

Junto ao marketing de conteúdo, a pesquisa de keywords são as duas principais ferramentas de uma estratégia de SEO.

Baseado no volume de buscas, conversões e competitividade podemos definir quais palavras têm mais potencial e podem ser atacadas durante as otimizações SEO e produção de conteúdo.

Uma pesquisa de palavras-chave geralmente começa por uma listagem de termos relacionados à sua área de atuação da sua empresa, seus produtos e sua marca.

Existem algumas ferramentas que auxiliam na descoberta dos termos frequentemente ligados a sua empresa.

Entre elas destacamos o Google Analytics, o Google Search Console e algumas ferramentas específicas para pesquisa de palavras.

Feita a listagem dos termos você pode organizar a lista de acordo com as suas prioridades e potencial de cada palavra ou através da etapa do funil de vendas da sua empresa ou outro critério que faça sentido para sua estratégia.

Depois de definidas as prioridades é hora de começar as otimizações, que veremos na sequência com mais detalhes.

De maneira geral funciona da seguinte forma: depois de identificar quais as palavras-chave com mais potencial para o seu negócio, você pode começar a produzir conteúdos otimizados para essa palavra para atrair mais visitantes para seu blog.

Ferramentas de pesquisa de palavras-chave para SEO

Como você viu antes, a pesquisa de palavras-chave é um dos pilares do SEO.

Uma boa pesquisa de keywords facilitará muito o seu trabalho de otimização e criação de conteúdo.

Para ajudar nesse processo tão importante existem uma série de ferramentas online que facilitam o processo de encontrar palavras-chave com potencial para o seu negócio.

Vamos conhecer algumas delas.

Planejador de palavras-chave do Google Ads

Essa ferramenta gratuita do Google Ads ajuda você a verificar o volume de buscas de uma palavra-chave e o seu custo por clique.

Keyword Tool e Ubersuggest

Ferramentas gratuitas para realizar pesquisas de palavras-chave e encontrar volume de buscas, informações sobre concorrência e pode gerar listas e ideias de palavras-chave.

Answer The Public

Precisa de ideias para complementar sua pesquisa de palavras-chave? Utilizar o Answer The Public pode ser uma boa ideia então. Com ele você insere um termo e a ferramenta oferece uma quantidade enorme de termos relacionados com o termo que você está pesquisando.

Google Search Console

O Search Console é um dos melhores amigos do profissional de SEO. Com ele é possível verificar quais palavras direcionam tráfego para o site e para quais páginas essas buscam levam, além de encontrar oportunidades de palavras e melhorias no seu site para aumentar os cliques.

Google Trends

Sempre que quiser verificar se um termo que você pretende otimizar está sendo pesquisado ou o interesse das pessoas nele está em declínio use o Google Trends. Ele mostra gráficos com a curva de interesses de um determinado termo. É possível também comparar diversos termos para analisar qual deles gera mais interesse de busca pelos usuários.

SEO Certo

Quer ajuda para otimizar suas páginas e entender quais os pontos que devem ser melhorados? O SEO Certo faz análises do seu site e de seus concorrentes, resultando em informações completas e sugestões práticas de melhorias para seu site ter mais destaque nos buscadores.

A ferramenta gera uma pontuação para sua página e gera uma lista de otimizações que precisam ser realizadas para melhorar a sua pontuação.

SEO Certo

SEO Mofo

Uma das otimizações mais importantes de SEO é criar titles e metas descriptions para suas páginas. Por isso, uma ferramenta que permite você visualizar como sua página será mostrada para o usuário quando ele realizar uma pesquisa é importante estar nesta lista, certo? O SEO Mofo está aqui para te ajudar.

SemrushAhrefs e Moz

São as três ferramentas pagas de SEO mais conhecidas do mercado. Com elas é possível realizar pesquisa de palavras-chave, além de diversas outras funcionalidades como criar projetos para acompanhar o desempenho das suas palavras-chave, entender a dificuldade de rankeamento das keywords e muitos outros dados.

SEO local: a grande novidade do Google

Uma das evoluções e principais preocupações do Google nos últimos anos tem sido a busca local. A gigante das buscas tem se preocupado cada vez mais em oferecer uma experiência de busca melhor para seus usuários.

Por isso, entendeu que quando o usuário busca por determinadas coisas o melhor resultado possível para essa busca é uma resposta localizada.

Não ficou claro para você?

Por exemplo, quando você busca por “consultório dentário” ou “ferragem”, acima de tudo o Google se preocupa em entregar para você as opções mais próximas geograficamente da sua localização, por entender a sua intenção de busca.

Por isso, é importante estar atento ao SEO Local, como ficou conhecido o tipo de otimização para negócios com local físico.

De maneira geral, a principal diferença nesse tipo de busca é a proximidade do usuário com as opções de resposta.

Em buscas como “cafeteria” ou “cafeteira perto de mim” o Google vai considerar a localização do usuário no momento da busca como fator primordial para exibir negócios daquela região que estejam de acordo com a busca.

Diferente se o usuário digitar “cafeteria em nova york” mesmo estando localizado em Florianópolis no momento da busca, em que o Google mostrará resultados de cafeterias em Nova York, ignorando a localização da busca.

Por isso, uma estratégia de SEO local adiciona uma nova camada de palavras-chave na estratégia.

Por exemplo: “cafeteria em porto alegre”, “cafeteria no centro”, “cafeteria próxima” e “cafeteria perto de mim”.

Google Meu Negócio

Google Meu Negócio é o principal fator de rankeamento do SEO local.

É ele quem aparece no topo da SERP em buscas locais. Por isso, é extremamente importante que seu negócio esteja lá e com o máximo de informações possível.

Em buscas locais o Google utiliza três fatores de rankeamento principais: relevância, proximidade e destaque.

Relevância é a correspondência entre a palavra-chave da busca e o produto ou serviço que a sua empresa presta.

A proximidade se refere à distância do negócio em relação à localização do usuário ou aos termos de busca geográfico que ele coloca na pesquisa.

E destaque avalia se a empresa apresenta índices de popularidade do seu negócio na região, com base em indicadores online e offline.

SEO por voz: o futuro do SEO

Amazon Alexa,Google Home, Siri, áudio do WhatsApp, Clubhouse e buscas por voz no Google.

Quais são as semelhanças entre essas tecnologias? Todas têm a voz como centro.

A voz é a grande aposta de SEO para os próximos anos, uma vez que estamos voltando a nossa comunicação para ela.

Por isso, o Google constantemente tem feito melhorias em seu algoritmo de rankeamento, para cada vez mais oferecer resultados relevantes para as pesquisas dos usuários feitas por voz.

A principal delas ficou conhecida como Hummingbird e entrou no ar em 2013.

A principal novidade dessa atualização foi que o Google passou a compreender melhor as consultas dos usuários, levando em conta a semântica, intenção e contexto da busca, o que permitiu o funcionamento mais eficiente das buscas por voz.

Uma vez que as buscas por voz tem um padrão de comportamento diferente das pesquisas feitas em texto.

Por isso, investir em otimização para pesquisas por voz é importante para os próximos anos.

Buscas por voz + SEO local: o match perfeito

Nas buscas por voz destacam-se, sobretudo, as buscas locais como “restaurantes perto”, por isso, é importante investir na otimização para SEO local, especialmente o cadastro no Google Meu Negócio.

Responder perguntas é ótimo para SEO

A segunda otimização para voz que você pode trabalhar é responder perguntas. Simples, não é mesmo?

Brincadeiras à parte, essa é uma ótima dica para buscas por voz, uma vez que o comportamento de busca do usuário por voz, muitas vezes, é diferente.

Diferente de buscas em texto, as buscas por voz se caracterizam em sua maioria por perguntas dos usuários. Se em texto a busca por um restaurante se parece com “restaurante em Salvador”, a busca por voz se parece mais com “qual o melhor restaurante de comida baiana da cidade?”

Responder perguntas pode ser o caminho para as primeiras posições na busca por voz.

SEO 2021: Core Web Vitals

Anunciada para maio de 2021, as métricas Core Web Vitals anunciadas pelo Google prometem mudar a forma como fazemos SEO em nossos sites.

Core Web Vitals é um conjunto de métricas relacionadas à velocidade, capacidade de resposta e estabilidade visual, que se somam aos fatores como velocidade de carregamento da página e facilidade de uso para dispositivos móveis para compor os fatores de rankeamento do Google.

O conjunto de métricas é descrito pelo Google como “a chave para o sucesso de qualquer site na web a longo prazo”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
google-partner
fb_partner
site-seguro

Agência Digital de resultados, solicite uma proposta e eleve o seu negócio a outro patamar.

Receba conteúdo grátis sobre Marketing Digital

Política de Privacidade

Termos de Uso